Painel | Minha conta | Ajuda | Sair

sábado, 25 de dezembro de 2010

Brasil: Propostas em prol de um melhor país!

Brasil, nossa pátria amada.
Vamos Brasil, rumo à fé e a esperança em construirmos uma pátria melhor e mais igualitária!

À seguir, propostas que poderiam adequar-se ao sistema da nova gestão, ou servir como fonte de apoio, visando melhorias na administração do nosso país: quem estiver interessado, leia!

Fonte:http://reinhehr.org/sociedade/saude-da-sociedade
Redução do número de parlamentares no Brasil,  levaria a uma economia direta da ordem de mais de R$ 260 milhões por ano. 

No período de um mandato, com a economia direta de cerca de 1 bilhão de reais seria possível construir 173 mil casas populares.

O que se busca não é, como poderiam argumentar nossos parlamentares, o enfraquecimento do Parlamento, mas tão somente cortar excessos, desperdícios que levam, ao enfraquecimento da imagem do Legislativo frente à população já cansada dos desmandos e aumentos injustificados dos próprios salários.

Um dos aspectos mais prementes para o conserto de nosso país é a criação de mecanismos que tornem os gastos da máquina pública mais enxutos. Não há dinheiro sobrando, então não podemos desperdiçar.

Redução da verba destinada anualmente ao Senado Federal, Câmara dos Deputados, Assembléias Estaduais e Câmaras de Vereadores. Estas instituições recebem verbas que são, no mínimo, abusivas e vergonhosas face à constatação que nosso sistema de saúde é capenga, o sistema educacional medíocre e a segurança parece ser uma palavra prestes a ser abolida do dicionário do brasileiro.

Criação de mecanismos de fiscalização das ações de nossos representantes.

Durante o período do mandato do parlamentar que elegeu, não somente fiscalizar suas ações mas mesmo rescindir o mandato caso determinado percentual do eleitorado que o elegeu assim decidir. Para tanto, seria necessária a criação de um número considerável de parlamentares “reservas” ou suplentes, já que, pelo que se pinta no quadro atual, muitos dos parlamentares seriam gongados por quem o elegeu. O cancelamento de um mandato pelo seu eleitorado claramente seria o exemplo mais forte para seus colegas que permanecessem no cargo, que, daquele momento em diante, teriam um recado claro da população para seguir.

A democracia, da forma que supostamente funciona no Brasil serve apenas para alienar as pessoas e fazer com que as mesmas ou deixem de perceber que o sistema existe apenas para possibilitar que alguns poucos vivam ricos com o dinheiro roubado de muitos que trabalham diariamente e ainda assim passam fome ou que, anestesiados, percebam o que acontece mas não tenham forças para reagir.

Vivemos em um Brasil onde, lembrando a velha piada, viceja a fartura: “farta” saúde, “farta” comida na mesa do povo, “farta” educação de qualidade, “farta” caráter onde mais devia ter... Se pudermos cortar gastos e investir nas áreas mais carentes (e importantes) como educação, saúde, segurança pública e assistência social, certamente estaremos fortalecendo esta democracia que decrepitamente se oferece perante nossos olhos nos dias atuais.

Somente com pressão social tais medidas irão se estabelecer. Para exercermos pressão social, não basta sermos um grupo de 20 ou 500 ou 1000 pessoas. Precisamos ser milhões, afinados no mesmo pensamento. Comecemos aqui esta jornada e vamos firmes rumo aos nossos objetivos.

A Sétima Proposta está apresentada, aqui mesmo no site Rafael Reinehr desde o dia primeiro de setembro de 2007. Para lê-la acesse A Sétima Proposta Para um Brasil Melhor.

Anote na sua agenda e ajude a divulgar tanto estas Propostas Para Um Brasil Melhor como a publicação da Sétima Proposta. Fique à vontade para entrar em contato comigo desde já através dos comentários, através do formulário de contato do site ou através do MSN armazemdeideiasideais arroba hotmail ponto com.
As propostas declaradas acima, são apenas teorias, mas que se fossem implantadas, o Brasil poderia ser bem melhor.

 Críticas ou sugestões serão extremamente bem-vindas!

10 comentários:

Maria José disse...

Amiga. Obrigada pelo carinho deixado no Arca. Infelizmente, Marcela, minha única filha, partiu há 4 anos atrás para o mundo espiritual. Estava então com 22 anos e 10 meses e faltavam 6 meses para ela se formar em veterinária. Não tinha doença nenhuma. Simplesmente dormiu e acordou do outro lado da vida. A dor é imensa, assim como a saudade. Mas sou espírita e por acreditar na não existência da morte, tenho tido força para continuar minha jornada, com a ajuda de Deus. Beijos, amiga e obrigada por seu carinho.

Maria Adeladia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Adeladia disse...

Obrigada vc, querida!
Que Deus te proteja.

Abraços.

vamogaloo disse...

Feliz Natal e um 2011 cheio de realizações.

Preguiça alheia disse...

Feliz natal atrasado e um próspero ano novo!

Que Deus abençoi você sempre.. até o inicio do ano fiz varios pots e deixei programado.. por isso não vou poder retribuir as visitas.. mais se quiser continuar visitando sempre vai ter no minimo 2 coisas novas pra vc ver no dia..rs..

Abraço,
P.A.

Preguiça alheia disse...

Adicionei seu blog aos favoritos na barra lateral da direita no meu..

Beijos,
P.A.

Maria Adeladia disse...

Preguiça alheia,
Gracinha..vc.
Obrigada por add.aos seus favoritos!Glória!!!
Obrigada pelo comentário.
Que Jesus esteja sempre consigo.

Maria Adeladia disse...

Obrigada à todos pelos comentários!

Anselmo disse...

A desigualdade social enraizada é o que ferra com um período tão favorável ao crescimento do país.

Maria Adeladia disse...

Sim, Anselmo! A desigualdade social é muito crítica em nosso país! Obrigada pelo comentário.

Postar um comentário

Olá! Seja bem-vindo!!! Obrigada por acessar este blog; sua presença é importante! O espaço é democrático e está aberto para todos, porém, sem ofensas!
ÀQUELE QUE TORNAR SEGUIDOR DESTE BLOG, DEIXAR O LINK DO SEU ESPAÇO NOS COMENTÁRIOS PARA QUE POSSIBILITE SEGUI-LO DE VOLTA!

Atenciosamente - Maria Adeladia (autora do blog)




Adeladia Lins - © 2011 (TODOS OS DIREITOS RESERVADOS)
Layout do blog desenvolvido por: Maycon Moreira Vieira (mayconmoreiravieira@gmail.com)